Paróquia São José do Jardim Europa

Artigos › 16/12/2020

Uma das grandes mensagens do Natal é revelar que somos seres únicos

people-2942884-640

Você sabia somos seres únicos(as) e irrepetíveis? Esse é um fato que podemos conhecer de intelectualmente. Mas, frequentemente, nos esquecemos disso, sobretudo quando tudo parece dar errado em nossas vidas.

Nessas situações, parece que ninguém se preocupa conosco e que nossas vidas são inúteis, apenas mais um “número”

No entanto, o mistério do Natal mostra-nos claramente que não somos inúteis, mas únicos e possuímos grande dignidade.

O Papa Bento XVI refletiu sobre essa realidade durante uma homilia, no Advento de 2010. Disse ele:

“A Encarnação nos revela, com intensa luz e de forma surpreendente, que toda vida humana tem uma dignidade muito elevada e incomparável.”

Seres únicos

Deus não se uniu a nenhum outro animal da terra, mas ao homem, reforçando o fato de que somos únicos entre todos os seres vivos. É o que diz um trecho da Constituição Pastoral Gaudium et Spes:

Na realidade, o mistério do homem só no mistério do Verbo encarnado se esclarece verdadeiramente…Cristo, novo Adão, na própria revelação do mistério do Pai e do seu amor, revela o homem a si mesmo e descobre-lhe a sua vocação sublime. Não é por isso de admirar que as verdades acima ditas tenham n’Ele a sua fonte e n’Ele atinjam a plenitude.

«Imagem de Deus invisível» (Col. 1,15) , Ele é o homem perfeito, que restitui aos filhos de Adão semelhança divina, deformada desde o primeiro pecado. Já que, n’Ele, a natureza humana foi assumida, e não destruída, por isso mesmo também em nós foi ela elevada a sublime dignidade. Porque, pela sua encarnação, Ele, o Filho de Deus, uniu-se de certo modo a cada homem. Trabalhou com mãos humanas, pensou com uma inteligência humana, agiu com uma vontade humana, amou com um coração humano. Nascido da Virgem Maria, tornou-se verdadeiramente um de nós, semelhante a nós em tudo, exceto no pecado .

Cordeiro inocente, mereceu-nos a vida com a livre efusão do seu sangue; n ‘Ele nos reconciliou Deus consigo e uns com os outros e nos arrancou da escravidão do demônio e do pecado. De maneira que cada um de nós pode dizer com o Apóstolo: o Filho de Deus «amou-me e entregou-se por mim» (Gál. 2,20).

Únicos e irrepetíveis

Além disso, a encarnação de Jesus nos revela que somos irrepetíveis, nunca devemos ser apenas um “número” ou “objeto” mas como uma pessoa humana”

“Acreditar em Jesus Cristo também significa ver o homem de uma nova maneira, com confiança e esperança. Além disso, a própria experiência e a razão justa atestam que o ser humano é capaz de compreender e querer, consciente de si mesmo e livre, irrepetível e insubstituível, ápice de todas as realidades terrenas, e que exige ser reconhecido como valor em si mesmo e merece sempre para ser aceito com respeito e amor. Ele tem o direito de não ser tratado como um objeto a ser possuído ou algo a ser manipulado à vontade, e a não ser explorado como meio em benefício de outrem e de seus interesses.”

Dignidade

Portanto, enquanto contemplamos os múltiplos mistérios do Natal, não esqueçamos da grande dignidade que recebemos e como temos uma ligação íntima com Jesus, que compartilhou nossa humanidade. Isso nos eleva acima de todas as coisas vivas e deve nos impulsionar a viver mais virtuosamente, não apenas nos tratando com respeito, mas vendo todos os outros seres humanos únicos sob uma luz semelhante.

Via Aleteia

Download Premium WordPress Themes Free
Download WordPress Themes Free
Download WordPress Themes
Download WordPress Themes Free
udemy paid course free download
download huawei firmware
Download Best WordPress Themes Free Download
free online course

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X