Paróquia São José do Jardim Europa

Notícias › 24/10/2019

POM lança aplicativo para mapear e formar rede de missionários ad gentes

Aplicativo-miss-o-1-1200x762-c

O Mês Missionário Extraordinário, convocado pelo papa Francisco para este mês de outubro, está na reta final. E como forma de deixar um legado deste acontecimento eclesial que envolveu todas as Conferências Episcopais, membros dos institutos de vida consagrada, as sociedades da vida apostólica, as associações e movimentos eclesiais, lançaram no Vaticano, dia 20 de outubro, o aplicativo missionário Ad Gentes que pretende criar uma rede de missionários brasileiros a serviço no mundo todo.

O bispo de Chapecó (SC) foi eleito para presidir a Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial, dom Odelir José Magri, diz que essa é uma proposta que já vinha sendo pensada há algum tempo, considerando os desafios encontrados, especialmente, nos últimos 10 anos que de algum modo ele acompanhou o trabalho da missão no Brasil

“É algo que nós consideramos muito importante ter esta informação até para dar visibilidade, papa poder divulgar, para a partir de pontos de vistas bastante concretos, objetivos como estamos marcando presença, quais são as forças humanas e pessoas que estão vivendo a realidade da missão Ad Gentes, ou seja, além-fronteiras”., disse o bispo.

O objetivo do Mês Extraordinário Missionário é: “despertar em medida maior a consciência da missio ad gentes e retomar com novo impulso a transformação missionária da vida e da pastoral”. Para reavivar a consciência batismal do Povo de Deus em relação a missão da Igreja, Francisco escolheu como tema:“Batizados e enviados: a Igreja de Cristo em missão no mundo”.

O diretor das Pontifícias Obras Missionárias no Brasil (POM), padre Maurício da Silva Jardim, diz que aplicativo tem como objetivo visibilizar e interagir com a rede de missionários e missionárias que atuam em diferentes projetos dentro e fora do Brasil.

“Nesta primeira etapa, o aplicativo é destinado para missionários além-fronteiras que estão na missão ad gentes ou já regressaram da experiência de missão. Também haverá a possibilidade de, para aqueles que não estão em missão ad gentes, poderem interagir com os missionários e missionárias, podendo ser um visitante no aplicativo”, disse.

Dom Odelir, ressalta que esse recurso da tecnologia vai ajudar no despertar ainda mais a sensibilidade, consciência e a possibilidade de ajuda, de colaboração, de intercâmbio de oração, de recursos humanos e materiais.

“Esse aplicativo ad gentes chega num momento bonito com a sensibilidade missionária no Brasil com o mês missionário extraordinário, o sínodo para Amazônia. Então, esse aplicativo chega num bom momento e vem como um reforço importante e cai ser uma riqueza para todos nós e para a vivencia missionária da Igreja no Brasil”, destacou.

Passo a passo

O aplicativo Ad Gentes está na fase de criação. É momento para cadastrar missionários e missionárias que atuam em diferentes projetos dentro e fora do Brasil. O aplicativo é um canal para conhecer, visibilizar e interagir com os missionários e missionárias.

Queremos saber quem são os missionários brasileiros, quantos estão realizando uma experiência de missão, quais os projetos e as instituições que enviam, e para onde enviam os missionários Ad Gentes. Estas e outras perguntas poderão ser respondidas através do Aplicativo Ad Gentes que está em construção.

Surgiu da necessidade de conhecer, visibilizar e interagir com missionários e missionárias brasileiros Ad Gentes. A inciativa nasceu da prioridade apontada no Programa Missionário Nacional (2019-2023), cuja ação é: “criação de um aplicativo que facilite a interação dos missionários e missionárias e instituições que enviam missionários”.

O que é missão Ad Gentes?

As palavras de Jesus: “Ide, pois, e fazei discípulos todos os povos” (Mt 28,19), definem o que deve ser a missão Ad Gentes no contexto sociocultural desses povos, pela presença e testemunho do serviço, do diálogo acolhedor e respeitoso e do anúncio da fé em Jesus Cristo. É a missão na casa do outro, compreendida como cooperação missionária. Além do aspecto territorial e geográfico, se reflete na missiologia, os novos ambientes culturais indiferentes ao Evangelho. Para a sua concretização, não pode faltar o envio além-fronteiras de discípulos missionários devidamente preparados. O conceito da Missio Ad Gentes está experimentando mudanças de paradigmas. Há um esforço de corrigir e repensar o paradigma da Missio Ad Gentes e ampliá-lo com a modalidade Inter Gentes, ou seja, uma missão que valorize e dialogue com as culturas.

Quem administrará o Aplicativo Ad Gentes?

As Pontifícias Obras Missionárias (POM) cumprindo seu objetivo de “promover o espírito missionário universal no seio do povo de Deus” (Cooperatio Missionalis, 5), assumiu esta responsabilidade de criar e administrar o aplicativo Ad Gentes. As POM são uma rede universal que apoia o Papa no seu compromisso missionário com todas as Igrejas locais, mediante a oração, alma da missão, e a caridade com os cristãos espalhados pelo mundo inteiro. As POM, servindo-se aqui no Brasil dos conselhos missionários em nível nacional, regional, diocesano e paroquial contribuem com as Igrejas locais para despertar a consciência missionária Ad Gentes, e através das Obras Pontifícias: Propagação da fé, atividades com Juventude Missionária, Famílias Missionárias e Idosos e Enfermos Missionários; Obra da Infância e Adolescência Missionária e União Missionária que atua com Conselho Missionário de Seminaristas e União Missionária que atua com Conselho Missionário de seminaristas e com a formação missionária de todo povo de Deus.

Para mais informações acesse missaoadgentes.com e conheça a landing page do Aplicativo Missão Ad Gentes

Via CNBB com informações das Pontifícias Obras Missionárias e Vatican News

Download WordPress Themes Free
Download WordPress Themes
Download Nulled WordPress Themes
Download Nulled WordPress Themes
online free course
download intex firmware
Download Nulled WordPress Themes
udemy paid course free download

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.