Paróquia São José do Jardim Europa

Terço Missionário

O Terço Missionário com a medalha de Jesus Misericordioso vem representando as cores dos 5 continentes: vermelho, verde, branco, azul e amarelo. Ao rezar cada dezena, pede-se para que todas as pessoas que vivem no continente recordado conheçam Jesus e amem a Deus e aos irmãos.

Cada mistério é rezado por um continente:  A cor vermelha corresponde às Américas, a verde à África, a branca à Europa, a azul à Oceania e a amarela à Ásia.

Clique para baixar o Boletim Missões Santa Cruz

 

Anna Junqueira e paroquianas rezando o Terço Missionário que acontece todas as primeiras quartas-feiras do Mês às 8h na Paróquia São José.

 

 

 

A TRANSFORMAÇÃO DO MUNDO PELA ORAÇÃO

TODA 1ª QUARTA-FEIRA DO MÊS
ÀS 8 HORAS após a missa das 7h30
Iniciamos nossa oração com o Terço; a cada mistério rezamos por um Continente; e Nossa Senhora anda conosco nesta volta ao mundo acendendo a fé em muitos corações.

 

É O BRASIL CATÓLICO AJUDANDO OS 5 CONTINENTES!

Este Terço Missionário inspira-se na oração do Senhor da última Ceia: “Pai, rogo por aqueles de hão de crer em mim”. Os destinatários daquela oração do Senhor não foram os apóstolos; foram os distantes, aqueles que nós chamamos de ‘pagãos, não-cristãos’; e que o Senhor chama ‘os que irão crer, as outras ovelhas, os filhos de Deus dispersos’. Assim, este terço não é pelos missionários; é pelos não cristãos’, para que recebam a graça de crer em Cristo, recebam o batismo e passem a fazer parte da Igreja.

 

“Ler a história dos missionários é como ler um livro de aventuras escrito a partir da própria vida dos missionários”, enfatiza o Superior Geral do Instituto das Missões de Quebec/Canada. Esse Instituto nasceu em 1921, enfrentou vários desafios como os impostos pela ‘influenza espanhola’ e pela covid-19; mas, nada lhe tira o mérito de ter enviado missionários, clero e leigos, à África, Ásia e América Latina.

Oração e missão na guerra
‘O Evangelho nos pede para prestar auxílio ao necessitado; não o ignorar; não olhar para outro lado, porque esta seria a atitude pagã; quando um cristão olha para o outro lado, ele se torna um pagão’. Ninguém pode olhar para outro lado, nem a “OCM”. Então, vejamos como tem sido ‘a missão’ da OCM nesta guerra.

“A guerra é diabólica, é injusta, sempre. Perdoe-nos a guerra, Senhor; perdoe-nos a guerra”. Esta é a súplica do Papa Francisco, todo dia, em toda reunião, com todo grupo de fiéis que encontra; não mede palavras para condenar essa guerra insensata e repugnante. Todavia, o Papa nunca pronuncia o nome de Putin. O Papa Francisco foi à Embaixada Russa pedir a retirada das tropas; ordenou aos Cardeais que ajudassem as vítimas; visitou crianças feridas em hospitais e adotou outras medidas para promover a paz, amenizar a dor e diminuir os estragos causados pela guerra. O Patriarca de Moscou, em suas declarações, defendeu Putin e atacou os ocidentais. O Papa Francisco, por sua vez, após conversar com ele emitiu um comunicado ao mundo de que ‘o Patriarca e ele concordaram em apoiar as negociações para promover a paz e propagarem a mensagem do Evangelho ao invés de propagarem a mensagem veiculada pelo meio político’. Francisco nunca quis menosprezar o Patriarca, nem Putin, mas quis denunciar o pecado, e, ao mesmo tempo, contemplar com amor os pecadores, para deixar ‘espaço à penitência’. O Papa foi missionário de Jesus e continua sendo.

No dia 25 de março de 2022, em união com todos os bispos do mundo, consagrou Ucrânia e Rússia ao Coração Imaculado de Maria, conforme pedido por Ela em Fátima. O Papa dirigiu a seguinte súplica a Nossa Senhora: “Ó Mãe de Deus e nossa, a humanidade está contigo debaixo da cruz; o povo ucraniano e o povo russo recorrem a Ti…”.

 

Entre as imagens recebidas da guerra, destaca-se uma comovente, na qual se retrata um jovem recebendo o batismo antes de partir para a guerra. O jovem não tem mais que 18 anos. A igreja onde ocorreu o batismo tinha sido atingida 3 dias antes por um míssil. (Ressalta-se que o Batismo de adultos é um dos objetivos da missão e é muito importante para um povo que tem apenas 10 % de católicos).

Outro sinal da missão que resplandece aos olhos do mundo é que os missionários não abandonam seus postos, o povo e o trabalho, mesmo em situações extremas. Logo que foi anunciada a invasão russa, todos os Diplomatas estrangeiros deixaram a Ucrânia. Por outro lado, o Núncio do Vaticano, natural da Lituânia, decidiu ficar: ‘O Papa me enviou aqui: a minha missão é aqui!’. Ele também enfatizou que o Papa não está adotando uma postura de neutralidade: “Hoje a Ucrânia está defendendo seu direito de existir. Podemos dizer que Kiev neste momento se tornou a capital do mundo, que o destino de todos nós está sendo decidido aqui, hoje”. O Núncio do Vaticano também se abrigou debaixo da Catedral, junto com o Arcebispo de Kiev. ‘Consola-me saber que a população deixada sob as bombas não está sozinha, pois pode contar com a proximidade dos pastores. Eu conversei com alguns deles pelo telefone: eles estão próximos ao povo. Agradeço-os por este testemunho, pelo apoio que estão oferecendo a tantas pessoas desesperadas’ (Francisco). O ‘baixo clero‘, tampouco, não abandona a sua missão: ‘Nós, salesianos, não podemos calar. Quem escutará as vozes das crianças que morrem por causa dos bombardeios? Quem irá ampará-las, a não ser nós, que para isso fomos enviados a elas?” E os orionitas: ‘Nossa vida mudou completamente a partir de 24 de fevereiro. Estamos decididos a não deixar nosso povo, nossa missão, trabalhando dia e noite. As cenas de milhares de pessoas em fuga que são veiculadas pela tv, nós as vemos ao vivo: todos os dias, todas as noites. O tempo todo temos pessoas batendo à nossa porta desesperadas e cansadas por terem empreendido três ou quatro dias de viagem. Nós nos sentimos recompensados quando seus sorrisos voltam e quando ficam agradecidos por serem recebidos em uma casa, onde encontram uma cama, um pedaço de pão e são acolhidos por pessoas. Em nossas preces suplicamos:

Abençoai, Senhor, os que foram chamados à fé hoje na Ucrânia: que cheguem ao batismo e à santidade. Amém

Hoje somos 7 bilhões no mundo; 17% desses, batizados católicos. Entretanto, 70% da humanidade não é batizada, não conhece Cristo Jesus. Nós, batizados, somos chamados a amá-los e pedir ao Pai que revele Jesus nos corações de todos os povos.

A Obra Dos Cenáculos Missionários nasceu em resposta a uma solicitação do Papa São João Paulo II, em 1996. Essa obra apoia a nossa igreja com orações e recursos pelas missões ad gentes. Ao longo destes 26 anos, milhares de missionários brasileiros em terras além-fronteiras, receberam nossa ajuda e uma carta de Natal na África, Ásia, Oceania e Américas.

 

VOCÊ PODE SER “AMIGO DAS MISSÕES”
OBRA DOS CENÁCULOS MISSIONÁRIOS – (11)3831-2050, OCENAM@UOL.COM.BR, R.MARTINHO DE CAMPOS, 184 – V.ANASTÁCIO – 05093-050 – S. PAULO/SP – S. PAULO: ITAÚ 1572 CC 22888-8; CEF 3262 CC 03239-7 INFORMAÇÕES: FALAR COM ANNA JUNQUEIRA 11 99471-2312
www.cenaculosmissionarios.org.br

Descobri que de tudo o que faço o mais importante é poder participar da MISSÃO PRIMEIRA DO CRISTO … que se realiza, ao vivo e a cores (palavras do pe. José) durante a reza do Cenáculo Missionário.

Sim. É isso que eu quero agradecer a Deus … “O que eu faço de mais importante na minha vida… é o Cenáculo Missionário que ora e apoia a nossa igreja a levar a fé e o batismo ao mundo inteiro. E a alegria de poder deixar para nossa descendência A LUZ DA NOSSA FÉ”.

Coordenadora: Anna Junqueira

 

Fotos mês de março de 2024

 

Download Premium WordPress Themes Free
Download WordPress Themes
Download WordPress Themes Free
Free Download WordPress Themes
udemy paid course free download
download samsung firmware
Download Premium WordPress Themes Free
download udemy paid course for free