Paróquia São José do Jardim Europa

Notícias › 02/04/2018

No Regina Coeli, Papa pede ao mundo a redescoberta da fraternidade

No Regina Coeli desta “Segunda-feira do Anjo”, 2, celebrada tradicionalmente na segunda-feira posterior à Páscoa, Papa Francisco frisou a necessidade da continuidade da vivência da fraternidade pascoal na dimensão familiar, civil e eclesial. “É tão importante em nosso tempo redescobrir a fraternidade, assim como foi vivida nas primeiras comunidades cristãs. Redescubra como dar espaço a Jesus que nunca separa, sempre une”, pediu.

O Santo Padre recordou os evangelhos que narram a descoberta do sepulcro vazio (cf. Mt 28, 1-10, Mc 16, 1-7, Lc 24, 1-12), e o anúncio da ressurreição. “Os evangelistas nos dizem que este primeiro anúncio foi dado por anjos, isto é, mensageiros de Deus, há um significado nesta presença angélica: como anunciar a Encarnação da Palavra foi um anjo, Gabriel, assim também anunciar pela primeira vez a ressurreição não era suficiente uma palavra humana”, observou. De acordo com o Pontífice, após a ressurreição, a comunidade cristã passou a anunciar Jesus como o Cristo Ressuscitado.

Ápice da fé cristã, a Páscoa é, segundo o Papa uma festa que proporciona aos cristãos a necessidade de reunir, por mais de um dia, familiares, amigos e entes queridos. Este sentimento de fraternidade, reconhecido por Francisco, é fruto da da Páscoa de Cristo que, com sua morte e ressurreição, derrotou o pecado que separava o homem de Deus, o homem de si mesmo, o homem de seus irmãos.

“A Páscoa de Cristo explodiu alguma outra coisa no mundo: a novidade do diálogo e do relacionamento, algo novo que se tornou uma responsabilidade para os cristãos. De fato, Jesus disse: ‘Deste modo todos saberão quem são meus discípulos: se vocês se amam uns aos outros’ (Jo 13,35). É por isso que não podemos nos limitar em nosso privado, em nosso grupo, mas somos chamados a cuidar do bem comum, a cuidar de nossos irmãos, especialmente dos mais fracos e marginalizados”, observou

Francisco finalizou o Regina Coeli afirmando que somente a fraternidade pode garantir uma paz duradoura, pode derrotar a pobreza, pode extinguir tensões e guerras, pode erradicar a corrupção e o crime. “Que a Virgem Maria, que invocamos nesta época pascal com o título de Rainha do Céu, nos apoie com a sua oração, para que a fraternidade e a comunhão que experimentamos nestes dias de Páscoa se convertam no nosso estilo de vida e alma dos nossos relacionamentos”, rezou.

Por Canção Nova, com Boletim da Santa Sé

Premium WordPress Themes Download
Download WordPress Themes Free
Premium WordPress Themes Download
Download Premium WordPress Themes Free
udemy paid course free download
download redmi firmware
Premium WordPress Themes Download
free download udemy paid course

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.