Paróquia São José do Jardim Europa

Notícias › 11/05/2018

Igreja comemora 52º Dia Mundial das Comunicações Sociais

No próximo domingo, 13, Solenidade da Ascensão do Senhor, a Igreja comemora o 52º Dia Mundial das Comunicações Sociais. 

A data é a única celebração mundial estabelecida pelo Concílio Vaticano II e tem como objetivo chamar a atenção para o vasto e complexo fenômeno dos modernos meios de comunicação social existentes nos dias atuais. 

O Papa Paulo VI foi o primeiro a comemorar o Dia Mundial das Comunicações, no dia 7 de Maio de 1967, instituindo-o com o Decreto Inter Mirifica. Desde então, o dia vem sendo celebrado em muitos países no domingo que antecede a Festa de Pentecostes. A mensagem do Papa para a ocasião é publicada, tradicionalmente, no dia 24 de janeiro, festa de São Francisco de Sales – padroeiro dos jornalistas.

Neste ano, a mensagem do Papa Francisco tem como tema “A verdade vos tornará livres” (Jo 8,32). Fake news e jornalismo de paz.

No texto, o Pontífice manifestou seu desejo de contribuir para a prevenção da difusão das falsas notícias, que chamam a atenção dos leitores, explorando emoções como ansiedade, desprezo ira e frustração. Ao serem compartilhadas, ganham visibilidade e causam danos irreversíveis. O Papa frisou ainda, em sua mensagem, a importância da redescoberta do valor da profissão jornalística e da responsabilidade pessoal de cada um na comunicação da verdade. 

Fake news

A coordenadora do curso de jornalismo da Faculdade Canção Nova, Prof.ª Me. Vanielle Barreiros da Silva, afirma que as fake news são feitas para confundir o “receptor”. Nem sempre são notícias falsas, mas que muitas vezes tendem a brincar, enviesar as informações que as pessoas recebem em casa:

“São notícias que podem às vezes ser meio falsas, que se apoderam de notícias verdadeiras para poder construir outra ação. A grande questão é que ela ganha uma repercussão muito fácil, sua multiplicação é rápida, via redes sociais, WhatsApp, que fazem com que essas informações ganhem visibilidade em poucos minutos.”

Para a jornalista, o grande malefício das fake news na sociedade é que ela gera descrença nos meios de comunicação. Por outro lado, grande parte da população aceita como verdadeira qualquer informação recebida. 

“Estudar, questionar, não ser pacífico o tempo inteiro frente às informações. É buscar entender, buscar todos os lados, não ser massa de manobra. Entendo que isso é muito próprio das pessoas que estão nas faculdades, muito próprio da nossa profissão de jornalista, mas é algo que deve ser dissipado e trabalhado em todas as pessoas. Essas informações muito rasas sempre devem ser desconfiadas.”

Compromisso com a Verdade

O Arcebispo de Diamantina (MG) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da CNBB, Dom Darci José Nicioli, comenta a mensagem do Papa Francisco sobre a data, afirmando que ela ajuda os cristãos a compreenderem a realidade das fake news e apontando um caminho de busca de superação da mentira que deturpa, corrompe e suja a comunicação.

Porém, para Dom Darci, na mensagem do Papa, ainda mais importante do que a exposição de como as fake news aparecem, é o apelo que o Papa faz pela renovação do compromisso cristão de buscar sempre a verdade:

“Essa é a essência da mensagem do Papa: a busca da verdade, sempre e em qualquer lugar. O cristão é aquele que não abre mão da verdade, não a negocia por preço algum. Mesmo que ao dizer a verdade venha o sofrimento, o cristão enfrenta e, com Cristo, supera e sai vitorioso.”

Dom Darci reforça que a Igreja pode colaborar com essa busca pela verdade recordando aos cristãos a conservação da atenção em tudo o que se pensa, se fala e se faz. 

“A Igreja nos lembra disso desde a formação para os sacramentos da iniciação à vida cristã. Adverte-nos sempre por meio do anúncio da Palavra de Deus e da celebração dos sacramentos que precisamos cultivar intimidade com Jesus Cristo, nosso Senhor, o caminho, a verdade a vida.”

Comunicadores da Verdade

Aos jornalistas, Papa Francisco, na mensagem deste ano, mostra que a Igreja colabora no combate às fake news estimulando a prática do jornalismo de boa qualidade, ou, como prefere dizer o Papa, o “jornalismo de paz”. Um jornalismo que é “feito por pessoas para as pessoas e considerado como serviço a todas as pessoas, especialmente àquelas – e no mundo, são a maioria – que não têm voz”.

Por Canção Nova

Download Nulled WordPress Themes
Download WordPress Themes Free
Download WordPress Themes Free
Premium WordPress Themes Download
free online course
download samsung firmware
Download Premium WordPress Themes Free
free download udemy paid course

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.