Paróquia São José do Jardim Europa

Artigos › 13/08/2018

Eleições 2018: importância do voto, como prática de cidadania

Vivemos no Brasil mais um ano de eleições: vamos através do VOTO eleger quem vai conduzir o Poder Executivo nos Estados (Governador/a) e no País (Presidente/a), bem como nossos representantes na Assembleia Legislativa dos Estados (Deputado/a Estadual), Câmara Federal (Deputado/a Federal) e Senado (Senador/a).

Em sua mensagem para as Eleições deste ano a CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil nos incentiva a efetiva participação dos católicos e das católicas neste exercício direto de democracia representativa. Afirmam os nossos Bispos: “Nas eleições, não se deve abrir mão de princípios éticos e de dispositivos legais, como o valor e a importância do voto, embora este não esgote o exercício da cidadania”.

Como afirmam os Bispos, o voto não esgota o exercício da cidadania, mas tem um valor fundamental para que consigamos manter o Brasil vivendo a democracia.

Por isto a Igreja nos incentiva a exercer este nosso direito de votar, mas nos pede que nosso Voto seja CONSCIENTE (saber em quem estamos votando, procurar conhecer os candidatos/as, seus partidos, suas propostas para o Brasil, para o Estado, a região e o município onde moro); LIVRE (votar em quem queremos e não em quem alguém manda que votemos; votar porque acreditamos na pessoa que estamos votando e nas suas propostas em vista do bem comum e não vender o voto, porque voto não tem preço, tem consequência; vender e comprar voto é crime pela lei 9840/1999); RESPONSÁVEL (votar sabendo que nosso voto pode ajudar a construir o bem comum, objetivo próprio da política e não votar pensando em tirar vantagens pessoais, para nossa família ou para nosso grupo de amigos e de amigas).

Na Cartilha de Orientação Política da CNBB, encontramos um alerta sobre uma falsa notícia que circula pelas redes sociais de que quando os votos nulos e brancos ultrapassam 50% a eleição é anulada. A Cartilha conclui dizendo: “Votar nulo ou branco é como a atitude de Pilatos, que lavou as mãos. A melhor forma de protestar contra os corruptos é votar num bom candidato e depois acompanhar e fiscalizar os eleitos” (cf. página 20).

A CNBB nos convida a viver nosso compromisso com a política em tempos de Eleição, em três momentos importantes: o ANTES (“conhecer e avaliar as propostas e a vida dos candidatos, procurando identificar com clareza os interesses subjacentes a cada candidatura. A campanha eleitoral torna-se oportunidade para os candidatos revelarem seu pensamento” – Mensagem da CNBB para as Eleições/2018); DURANTE (comparecer às urnas e votar de forma consciente, livre e responsável); DEPOIS (acompanhar os eleitos e as eleitas para que possam cumprir o que prometeram, promovam políticas públicas para melhorar a qualidade de vida da população, especialmente dos mais pobres e marginalizados, apliquem corretamente o dinheiro público, sendo transparente e combatendo a corrupção; ajudar no controle social das contas públicas; participar efetivamente nos Conselhos Paritários; ser presença e acompanhar o poder legislativo nos três níveis: municipal, estadual e federal).

Procure estudar a Mensagem da CNBB para as Eleições/2018 – Compromisso e Esperança e a Cartilha de Orientação Política “Os cristãos e as eleições 2018 – Alegres por causa da esperança. Busque informações em sua Comunidade, Paróquia ou Pastoral.

Merece ainda nossa atenção a Carta do Fórum Nacional das Pastorais Sociais, Setor mobilidade humana e organismos datada de 03 de agosto de 2018, que tem como título “A verdade e o amor se encontrarão, justiça e paz se abraçarão (Salmo 85, 11). Nesta carta lemos o seguinte: “O Papa Francisco nos incentiva a sermos ‘Igreja em saída’, comprometidos com a Ecologia integral, e a CNBB, por meio do Ano Nacional do Laicato, nos convoca a reafirmar a importância da política. É por meio dela que se pode promover o bem comum. Sabemos que a política se faz no cotidiano, mas neste ano eleitoral, precisamos ter um papel mais ativo, enquanto mulheres e homens cristãos”. E mais: “É preciso esclarecer sobre a importância e responsabilidade com o voto, que é dever, mas também direito conquistado”. Podemos ainda destacar nesta Carta a afirmação que “as eleições são uma oportunidade para que os cristãos leigos e leigas possam promover debates e apoiar candidaturas que nasçam das comunidades, com uma trajetória de compromisso com as lutas por direitos do povo, que tenham propostas que apontem para a inclusão social dos mais pobres e excluídos; priorizem a defesa da vida humana, em todas as suas etapas e da mãe-natureza”.

Vamos participar e vivenciar uma das práticas de cidadania ativa: VOTAR!

Por Dom José Ionilton Lisboa de Oliveira – Bispo da Prelazia de Itacoatiara (AM)- Via CNBB

Download Premium WordPress Themes Free
Download WordPress Themes
Download WordPress Themes
Download Best WordPress Themes Free Download
udemy course download free
download lava firmware
Free Download WordPress Themes
lynda course free download

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.