Paróquia São José do Jardim Europa

Artigos › 02/10/2019

Como conhecer a ternura de Deus por meio da doutrina cristã?

formacao-1600x1200-cn-como-conhecer-a-ternura-de-deus-atraves-da-doutrina-crista-credito-andreia-britta-768x576

Deus, em todo o Seu poder eterno e em Sua divindade, torna-se reconhecível quando as obras por Ele realizadas são testemunhadas pela fé dos homens. Esse conhecimento é, no entanto, ainda superficial, porque procura Deus por meio do que nos é visível. O Deus Pai Criador, Onipotente, Onisciente e Onipresente carrega consigo a perfeição que a mente humana não pode contemplar. O amor pela criação, contudo, traduz-se na manifestação terrena de Deus: Jesus Cristo.

É pelo sacrifício de Cristo que conhecemos Deus, acima de tudo, por Sua relação de amor para com o homem. Então, a perfeição se torna compreensível em todas as obras de amor por Ele realizadas. Deus se aproxima do homem em Cristo e, no ápice do amor e da misericórdia, teve Sua morte na cruz e a Sua ressurreição. Está reconhecível que toda doutrina cristã representa sinal do amor de Deus por nós, porque são nas obras e nos ensinamentos de Jesus Cristo que ela se fundamenta.

A missão da Igreja é o advento do Reino do Senhor e a salvação de todos os homens. E toda boa obra que o cristão pode oferecer ao próximo resulta da promessa de salvação eterna, que é, por sua vez, manifestação do amor de Deus pelos homens. A doutrina católica é a tradução ao homem das lições de amor tão profundas que só os santos puderam compreendê-las de todo o coração. Isso porque a vida em santidade é reflexo da vida em Jesus Cristo, ou seja, da vida sem pecado e para o serviço.

Deus em primeiro lugar

Em um primeiro momento, é preciso reconhecer que o pecador é aquele que colocou seu interesse particular e egoísta acima da justiça e do amor ao próximo. Ao considerarmos os mandamentos, é fácil identificar – por exemplo – que aquele que mata, rouba e presta falso testemunho (mente) está pecando contra o próximo e contra Deus. Aliás, não seria melhor viver no mundo em que cada homem e mulher ame seu próximo como a si mesmo?

É essa a resposta de Cristo ao ser perguntado sobre qual o maior dos mandamentos: pôr Deus, em primeiro lugar, e o próximo como igual a si. Deus em primeiro lugar, porque suas obras serão repletas de amor. O irmão ao seu lado, porque poderá viver a caridade e a misericórdia. Você não pode se colocar acima de tudo e de todos, sob pena de viver a solidão, o egoísmo e a ganância. A mensagem da doutrina é cristalina: Deus nos ama e deseja um reino de amor.

A doutrina cristã é, por excelência, a doutrina de Cristo, e essa é a lição: “Nisto conhecerão todos que sois os meus discípulos: se vos amardes uns aos outros” (Jo 13, 35). E assim, fiéis ao Evangelho e em comunhão com os que amam e promovem a justiça, faremos obras de testemunho da verdade, que é o amor do Pai celeste. E que assim, em todo o mundo, os homens terão esperança – dom do Espírito Santo –, para que sejam recebidos na glória do Senhor. Que assim seja.

Referências:

BÍBLIA SAGRADA. Tradução da CNBB, 18 ed. Editora Canção Nova.
JOÃO PAULO II. Carta Encíclica Dives in misericordia. Roma, 30 nov. 1980.
PAULO VI. Constituição Pastoral Gaudium et Spes. Roma, 7 dez. 1965.

Por Luis Gustavo Conde, via Canção Nova

Download WordPress Themes Free
Free Download WordPress Themes
Download Premium WordPress Themes Free
Download WordPress Themes Free
udemy paid course free download
download micromax firmware
Premium WordPress Themes Download
free download udemy course

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.