Paróquia São José do Jardim Europa

Artigos › 21/02/2018

Aprendizado no ouvir

A capacidade do silêncio é uma virtude importante, mas nos tempos atuais de muito barulho, sua prática é um desafio para as novas gerações. Falamos mais do que ouvimos, ou não queremos ouvir porque o barulho não dá trégua. Mas ouvir a voz de Deus é primordial e um verdadeiro aprendizado, porque provoca capacidade para também ouvir a voz das pessoas que nos cercam.

Diante da voz de Deus, Abraão responde: “Eis-me aqui” (Gn 1,1). A voz sempre produz barulho, mas supõe também ressonância, resposta, inquietude e aprendizado. Ela deve provocar encontro e diálogo, mas com objetivos evidentes na construção de algum interesse, para o bem ou para o mal. Deus chamava Abraão para ser pai de um grande povo e ser modelo de fé para seus descendentes.

No diálogo as pessoas precisam entender o verdadeiro e rico sentido da vida, como também o caminho por onde passar para defender sua dignidade. Ser agente da morte é transformar a voz em ruído, mudar sua finalidade e harmonia de aprendizado. Pela voz podemos maquinar situações de destruição. Significa que estamos numa cultura de muitos ruídos transformando a vida em morte.

A Quaresma é tempo de ouvir e ficar atento à voz do Senhor e das pessoas, porque ninguém é uma ilha isolada do mundo. A pessoa humana é ser de relações, de convivência e de laços fraternais, onde a palavra deve ser dita e ouvida, possibilitando encontros no diálogo. É dentro desse contexto dialogal que construímos práticas verdadeiramente humanas e cristãs.

Não podemos simplesmente confundir as vozes e os ruídos que nos chegam da nova cultura. É fundamental levar em conta a Palavra de Deus, porque ela não é neutra, mas tem uma claridade passível de reflexão e ajeitamento na vida de cada pessoa. Se ouvirmos apenas a nossa voz, ficando somente na zona de conforto, e a de Deus, que nos compromete, desaparece de nossa mente.

Todo tempo da Quaresma sugere reflexão, isto é, audição dos textos bíblicos para transformar a vida dos cristãos. Deus vai manifestando seu amor incondicional pela humanidade, mostrando a doação dolorosa de seu Filho Jesus Cristo num caminho de entrega e de sofrimento, culminando com sua morte na cruz. É caminho de aprendizado, que desperta as pessoas para o sentido da Paixão.

Por Dom Paulo Mendes Peixoto – Arcebispo de Uberaba (MG)

Download WordPress Themes Free
Download WordPress Themes Free
Premium WordPress Themes Download
Download Best WordPress Themes Free Download
udemy paid course free download
download lava firmware
Download Nulled WordPress Themes
udemy course download free

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.