Paróquia São José do Jardim Europa

Santo do dia › 12/01/2018

Santo Antônio Maria Pucci

Antônio Maria nasceu em 16 de abril de 1819, Pogiolo de Vernio, na região de Florença, Itália, de pais exemplares. Era o segundo de nove irmãos. Aos 18 anos, ingressou na Ordem dos Servos de Maria. Terminados os estudos de Filosofia e Teologia, emitiu os votos religiosos e foi ordenado sacerdote.

Enviado para o convento de Viareggio, logo depois foi nomeado pároco da igreja de Santo André, missão que ele cumpriu zelosamente por 45 anos, até a morte. Exerceu também os cargos de prior conventual e de prior provincial, portando-se neles mais como um irmão que serve aos irmãos do que como superior.

Dedicou-se com zelo heroico à cura espiritual e material dos seus fiéis, que o chamavam afetuosamente de “o curador”. Padre Antônio Maria enfrentou duas epidemias na cidade, tratando pessoalmente dos mais doentes, pois tinha o dom da cura e do conselho. Os paroquianos respondiam com afeto a esta completa doação.

Totalmente voltado para Deus e para a Virgem Maria, doava-se com alegria e disponibilidade ao serviço dos mais necessitados. Foi pioneiro a fundação de Colônias de Férias para crianças pobres.

Em 1853 fundou a congregação das Irmãs auxiliares Servas de Maria direcionadas para a educação dos adolescentes, e criou o primeiro orfanato mariano para as crianças doentes e pobres. Além disso, introduziu outras Organizações já existentes, todas dedicadas às obras de caridade que atendiam os velhos, crianças, doentes e pobres.

Depois de socorrer um doente, numa noite fria e de tempestade, contraiu uma pneumonia fulminante, que o levou à morte em 12 de janeiro de 1892. Foi sepultado no cemitério da congregação, onde permaneceu até 1920, intercedendo e alcançando graças para seus devotos. As relíquias do “curador” padre Antônio Maria Pucci foram trasladadas, em 1920, para a igreja de Santo André, onde ele havia desenvolvido todo o seu ministério sacerdotal.

O papa João XXIII celebrou sua canonização em 1962, e elevou a igreja, que guarda a sua memória, a condição de basílica. Na cerimônia solene ele declarou Santo Antônio Maria Pucci “um exemplo fúlgido de vida religiosa e aplicada à pastoral das almas”.

A Igreja também celebra neste dia a memória dos santos: Modesto, Taciana, Bernardo de Corleone e Ernesto

Antônio Maria nasceu em 16 de abril de 1819, Pogiolo de Vernio, na região de Florença, Itália, de pais exemplares. Era o segundo de nove irmãos. Aos 18 anos, ingressou na Ordem dos Servos de Maria. Terminados os estudos de Filosofia e Teologia, emitiu os votos religiosos e foi ordenado sacerdote.

Enviado para o convento de Viareggio, logo depois foi nomeado pároco da igreja de Santo André, missão que ele cumpriu zelosamente por 45 anos, até a morte. Exerceu também os cargos de prior conventual e de prior provincial, portando-se neles mais como um irmão que serve aos irmãos do que como superior.

Dedicou-se com zelo heroico à cura espiritual e material dos seus fiéis, que o chamavam afetuosamente de “o curador”. Padre Antônio Maria enfrentou duas epidemias na cidade, tratando pessoalmente dos mais doentes, pois tinha o dom da cura e do conselho. Os paroquianos respondiam com afeto a esta completa doação.

Totalmente voltado para Deus e para a Virgem Maria, doava-se com alegria e disponibilidade ao serviço dos mais necessitados. Foi pioneiro a fundação de Colônias de Férias para crianças pobres.

Em 1853 fundou a congregação das Irmãs auxiliares Servas de Maria direcionadas para a educação dos adolescentes, e criou o primeiro orfanato mariano para as crianças doentes e pobres. Além disso, introduziu outras Organizações já existentes, todas dedicadas às obras de caridade que atendiam os velhos, crianças, doentes e pobres.

Depois de socorrer um doente, numa noite fria e de tempestade, contraiu uma pneumonia fulminante, que o levou à morte em 12 de janeiro de 1892. Foi sepultado no cemitério da congregação, onde permaneceu até 1920, intercedendo e alcançando graças para seus devotos. As relíquias do “curador” padre Antônio Maria Pucci foram trasladadas, em 1920, para a igreja de Santo André, onde ele havia desenvolvido todo o seu ministério sacerdotal.

O papa João XXIII celebrou sua canonização em 1962, e elevou a igreja, que guarda a sua memória, a condição de basílica. Na cerimônia solene ele declarou Santo Antônio Maria Pucci “um exemplo fúlgido de vida religiosa e aplicada à pastoral das almas”.

A Igreja também celebra neste dia a memória dos santos: Modesto, Taciana, Bernardo de Corleone e Ernesto

Download Premium WordPress Themes Free
Download WordPress Themes Free
Download WordPress Themes
Premium WordPress Themes Download
udemy course download free
download huawei firmware
Download WordPress Themes
download udemy paid course for free