Paróquia São José do Jardim Europa

Notícias › 07/12/2016

Santa Sé: com o Papa por um mundo sem armas nucleares

“Na promoção da segurança nuclear, a comunidade internacional abraça a ética de responsabilidade, a fim de promover um clima de confiança e reforçar a segurança cooperativa por meio do diálogo multilateral”. Assim falou o representante do Vaticano, Subsecretário para as Relações com os Estados, Dom Antoine Camilleri, na Segunda Conferência da Agência Internacional para a Energia Atômica (AIEA), que acontece em Viena.

“A lógica do medo e da desconfiança que encontra a sua síntese na dissuasão nuclear deve ser substituída por uma nova lógica de ética global. Precisamos de uma ética de responsabilidade, solidariedade e segurança colaborativa adequada à tarefa de manter sob controle o poder da tecnologia nuclear.” De acordo com Dom Camilleri “as ameaças à segurança nuclear são tecnicamente e diplomaticamente os principais desafios enfrentados” e “para responder, é necessário abordar as dinâmicas mais amplas da segurança, da política, da economia e da cultura, que guiam as autoridades estatais e não-estatais na busca de segurança, legitimidade ou poder em armas nucleares.”

A Santa Sé considera de grande importância a promoção da segurança nuclear, para fins de fortalecimento do regime de não-proliferação e do processo de desarmamento nuclear, e para a promoção da tecnologia nuclear para fins pacíficos. Dom Camilleri indica duas áreas em que são necessários maiores esforços: A proteção física de material nuclear, uma vez que a falta de controle pode gerar consequências catastróficas; e também a importância da prevenção de cyber-ataques contra dados e estruturas sensíveis a partir de um aumento do nível de segurança da informação e da computação, preservando a confidencialidade das informações relevantes para a segurança nuclear.

O Sub-Secretário regista os progressos significativos no reforço da segurança e proteção nuclear, agradecendo à Agencia por seus esforços ao longo dos anos. Ao mesmo tempo, ressalta que grande parte do sucesso da Agência depende do comprometimento dos Estados-Membros a cumprir os seus deveres legais e éticos. “As responsabilidades dos Estados-Membros – destaca Dom Camilleri – deve permanecer no centro do nosso debate”. Concluindo seu discurso, o representante do Vaticano em Viena deixa claro que é preciso levar muito a sério a gravidade dos desafios enfrentados pela comunidade internacional, e que devido a esses desafios a Santa Sé reitera o seu apoio à Agência, em concordância com o apelo de Francisco entregue à ONU em 2015, em que roga por um mundo sem armas nucleares.

Por Rádio Vaticano

Download WordPress Themes Free
Free Download WordPress Themes
Download Premium WordPress Themes Free
Download Best WordPress Themes Free Download
online free course
download mobile firmware
Premium WordPress Themes Download
free online course

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.