Paróquia São José do Jardim Europa

Notícias › 29/04/2017

Francisco faz visita de cortesia a Tawadros II, chefe da Igreja Copta Ortodoxa

O Patriarca Tawadros II recebeu o Papa Francisco, em visita de cortesia, nesta sexta-feira, 28, no Egito. O Patriarca é o chefe da Igreja Ortodoxa Copta. O encontro simbolizou a unidade entre as duas principais expressões cristãs no mundo: católicos e ortodoxos.

Em um discurso de acolhida, o patriarca disse ao Papa que a visita é um novo passo no caminho do amor entre os povos, e classificou Francisco como o “Papa da paz, da terra da paz”.

Tawadros II recordou a ocasião em que esteve no Vaticano junto ao Papa, após sua eleição em 2013, e disse que diálogo de hoje, entre a Igreja oriental e a católica, reafirma a convicção das palavras do Senhor: “Todos saberão que sois meus discípulos se amarem uns aos outros”.

“Esperamos o dia em que partilharemos o Pão Sagrado no altar, o dia em que os sinos das nossas Igrejas tocarão juntos anunciando o nascimento do Senhor”, disse o Patriarca.

Tawadros II também recordou o atentado terrorista que matou mais de 40 cristãos, no início de abril. Todavia, afirmou que a mão de Deus os consola diante desses fatos, mas  que o Egito é um país de “paz e segurança”.

O Papa Francisco, por sua vez, agradeceu à acolhida e disse sentir-se “muito grato” chegando ao ao Egito como peregrino e sabendo que seria recebido com a bênção de um “irmão que o esperava”.

A comunhão plena entre as Igrejas Católica e Ortodoxa também é um desejo do Papa. “São Pedro e São Marcos se alegram com nosso encontro. Grande é o vinculo que os uni”, disse Francisco.

“Juntos somos chamados a testemunhar, a levar ao mundo a nossa fé. Possam, coptas ordotoxos e católicos, falar juntos a língua da caridade”, ressaltou o Papa, acrescentando que desta forma, construindo a comunhão, o Espírito Santo não deixará de abrir caminhos de unidade.

O Papa também recordou o Egito como terra de mártires, onde muitos, desde o primeiro século do cristianismo, preferiram derramar o sangue a negar Jesus. Ele também lembrou o martírio de cristãos no início do mês. “Esse sangue nos uni”, disse o Papa, “os vossos sofrimentos são os nossos sofrimentos”.

“Fortalecidos pelo vosso testemunho, trabalhemos para nos opor à violência. Rezando,  a fim de quem tantos sacrifícios não sejam em vão”, acrescentou.

O encontro terminou com a assinatura de uma declaração comum que marcou a visita, seguida por um momento de oração ecumênica.

Por Canção Nova

Download Premium WordPress Themes Free
Download WordPress Themes Free
Download WordPress Themes Free
Download Premium WordPress Themes Free
free online course
download xiomi firmware
Download Nulled WordPress Themes
udemy free download

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.